Decifra-te ou eu te devoro

face-658678_1280

A vida é cheia de paradoxos! Justamente nos dias de hoje quando temos o máximo da informação é que estamos mais alienados. Alienados de nossa comunidade, de nossos vizinhos, de nossos familiares, mas principalmente, de nós mesmos. Pense em quantas histórias de pessoas desconhecidas você já ouviu só neste ano: notícias de rádio, TV, jornais, revistas, redes sociais, novelas, contos e romances. Impossível enumerar, foram centenas de histórias. Por outro lado, quantas vezes neste ano você parou para ouvir a história da vida de seu vizinho, familiar ou amigo? Se as pessoas te reconhecem como alguém atencioso e amigável, você deve se lembrar de uma ou duas ocasiões recentes. Parabéns! Continue a reservar momentos para conversas com pessoas reais e presentes na sua vida. Mas a questão da alienação vai ainda mais longe. Você já parou para ouvir a sua história? Aquela história inédita e pessoal que é a sua própria história de vida. Quando, onde e em que circunstâncias você nasceu? Quem eram os seus pais? Como a sua história de vida foi se desenrolando? Quais os desafios? Os melhores e os piores momentos, o que você aprendeu com cada um? Quais eram os seus medos? Como você os superou? O que te torna uma pessoa mais forte e sábia? O que te embrutece e te torna indiferente? O que te dá confiança na vida e nas pessoas? O que alimenta seus medos? O que você aprendeu de mais importante nessa sua jornada até agora? O que você conseguiu mudar em você mesmo? O que ainda precisa aprimorar para tornar-se uma pessoa melhor. Qual o seu propósito de vida? Quais as suas metas e como alcançá-las? O que você quer deixar para este mundo e o que você vai levar dele? Como você quer ser lembrado?

Não deixe que a era da informação te torne um alienado de você mesmo. Saiba gerenciar o seu tempo e o seu dinheiro investindo-os em informações e atividades que realmente contribuam para decifrar o maior de todos os mistérios que é você mesmo. Nessa correria desenfreada da vida moderna, o que o tempo ou a ilusão da falta dele está a te dizer é: “Decifra-te ou eu te devorarei.”

Texto de Cecília Costa.

E você, quer se conhecer melhor? Veja mais em (Re)escrevendo e (re)significando sua história de vida e em Descobrindo seu propósito de vida.

Se você deseja saber mais sobre esse assunto, acompanhe nosso blog: https://institutosermentelivre.wordpress.com/ ou curta nossa página: www.facebook.com/sermentelivre

Para receber nossos textos, agenda de cursos e vivências por e-mail, cadastre-se: http://goo.gl/forms/Lfvj4kQ3yV