Quando um quer, dois se reconciliam!

divorce-156444_640

Como resolver conflitos, quando apenas uma das partes está aberta para uma solução harmoniosa? Na última década tivemos um avanço nas ferramentas para solução de conflitos, tornando-se mais comum encontrar a ajuda de profissionais especializados em facilitação de grupos, mediação e resolução de conflitos. No âmbito jurídico surgiu a justiça restaurativa, onde se usa a comunicação não violenta e outras ferramentas de mediação, que tem melhorado, significativamente, os acordos entre as partes. Até mesmo no caso de homicídios a justiça restaurativa tem tido sucesso, dando a oportunidade de que o assassino e a família da vítima possam ter um encontro humano, onde há espaço para empatia e compaixão.

No entanto, há situações em que este espaço de diálogo não é possível, seja porque há resistência de uma ou de ambas as partes, seja porque um encontro presencial já não é mais desejado ou possível (p. ex. por morte, desaparecimento, etc). Nestes casos, a constelação familiar é uma ótima alternativa. Nessa técnica terapêutica basta que uma das partes esteja aberta a encontrar a solução para o problema, sendo que os demais envolvidos são representados por uma outra pessoa (que pode ser o terapeuta ou um participante, no caso de trabalhos em grupo). Como a constelação trabalha no nível energético, o campo de informação daquele sistema é aberto e os representantes passam a acessar os reais sentimentos das partes envolvidas. Uma seção dura em torno de 1 hora, tempo suficiente para os representantes, ajudados pelo terapeuta, irem buscando através de frases, gestos e emoções um novo lugar dentro do sistema. Na maioria dos casos, a constelação termina com uma nova imagem, uma imagem que traz a solução para o problema inicial. O cliente tem então a oportunidade de mudar sua compreensão sobre a situação e, a partir disso, pode experimentar na prática o que os grandes líderes espirituais não cansam de dizer: “A mudança começa de dentro. Mude você e você mudará o mundo.”

Texto escrito por Cecília Costa, diretora do Instituto SerMente Livre.

Para receber gratuitamente artigos que contribuam para seu autodesenvolvimento ou participar de um encontro de Constelação Familiar, clique aqui.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s